terça-feira, 29 de março de 2016

Um Bom Rei


Numa tarde chuvosa estava eu em casa a brincar no chão da sala com meu filho de 4 anos. Coloquei uma coroa na cabeça e ele na sua sabedoria de criança ficou me olhando e disse: Papai você é um bom Rei. E continuou a brincar naturalmente como se não tivesse dito nada demais.
Realmente pra ele não foi dito nada demais. No entanto, comecei a pensar initerruptamente no que ele disse. Me perguntei automaticamente porque ele teria dito isto. No olhar puro de uma criança que não tem vícios da sociedade e ideias formadas por terceiros, tudo é visto com bons olhos e inocência.
Continuei a me questionar porque nós adultos também não temos esse olhar que tínhamos quando pequeninos. Sim, nós tínhamos esse olhar!
A palavra de Deus diz em Mateus que ´qualquer um que não receber o reino de Deus como menino, de maneira nenhuma entrará nele´. Mas o que realmente isto quer dizer?
Nós adultos estamos sempre preocupados e não temos tempo para parar e sermos novamente crianças. As crianças são puras, não veem maldade nas pessoas e em suas atitudes. Se entregam facilmente de peito aberto e mostram quem elas realmente são, sem esconder seus gostos e suas vontades. Choram quando querem, esperneiam quando precisam e sabem com maestria nos conquistar.
Através do seu crescimento, nós adultos vamos moldando estas crianças futuros adultos da maneira que gostaríamos que elas fossem. Mudando seu comportamento, sua maneira de agir e ditando normas para uma sociedade. Com quantas pessoas você fala ou convive de que não gosta ou até mesmo não suporta? Mas a sociedade te impõe um convívio exemplar. As crianças quando não gostam de alguém ou sentem medo elas acusam isso rapidamente em seu comportamento e no seu gestual.
Logicamente que se pra cada pessoa que não gostamos nós nos portássemos de forma arredia, muitos seriam o que não mais conviveríamos.
Longe de mim estar aqui pregando o caos e a anarquia. Mas seria bastante interessante deixarmos a criança que existe ainda escondido dentre de nós decidir algumas atitudes.
Por isso convido a sermos mais puros e vivermos em uma sociedade sem interesses e sem medir muito as nossas palavras. Sejamos educados sim, queremos viver em harmonia, mas não podemos ser falsos para tentar sermos agradáveis e aceitos por esta mesma sociedade que nos julga diariamente com a mesma ferocidade que a julgamos.

Que Deus nos proteja.

terça-feira, 22 de março de 2016

Pau Que Nasce Torto

Ouve-se muito dizer que `Pau que nasce torto morre torto`. Em outras palavras, não acredita-se que pessoas que passam uma vida errando nas mesmas coisas não são capazes de mudar, e mudar para melhor.
Na bíblia encontra-se que o ser humano (eu e você) nasceu a imagem e semelhança de Deus. Partindo dessa afirmação entendemos que todas as pessoas nasceram com um DNA muito bom, já que a natureza de Deus é boa. Boa não, excelente.
Mas como acreditar que pessoas que sucessivamente insistem em cometer os mesmos erros e por muitas vezes taxadas de ter natureza ruim podem ser a imagem e semelhança de Deus?
Faço um convite para viajar para dentro de si para que possa entender o outro. 
Como posso viver comigo mesmo todos os dias? Como sou difícil de conviver comigo! 
Entenda que tentar moldar uma pessoa ao que você quer que ela seja não é viver ou conviver com outra pessoa e sim uma tentativa de viver com vários `EU` em outros corpos.
Podemos mudar o cabelo, o modo de vestir e de falar, emagrecer, visitar outros ambientes e aprender novas culturas.
Tudo isso tem sua valia, mas nada disso nos mudará de verdade. Somente nos agregará novos valores. Nós somos chamados de indivíduos porque cada um de nós tem sua individualidade preservada. Todos diferentes. Seria muito chato conviver aonde fosse comigo mesmo. Eu já saberia o que esperar de mim mesmo em todas as ocasiões.
A verdadeira mudança está dentro de nós mesmos. Alguém dentro de nós (Espirito Santo) nos incomoda todo dia para mudar e sermos nova criatura. Nós que não conseguimos escutar porque estamos preocupados e ocupados demais para ouvi-lo.
Já que eu posso mudar em todos os aspectos, o `Pau que nasce torto` do começo desse texto também pode mudar.
Dê uma chance a si mesmo. Ouça, mude. Não tenha medo. Essa mudança depende só de você. Basta querer. Você deixará também de ser um `Pau que nasce torto`.


Na paz

terça-feira, 15 de março de 2016

A Arte de Perdoar


Muitas vezes cruzamos na rua ou em outros lugares com pessoas que estão tristes, aborrecidas ou até mesmo prontas a te dar uma resposta com rispidez. Parecem uma bomba relógio pronta pra explodir a qualquer segundo.
A nossa natureza faz com que estejamos também prontos pra responder a este tipo de pessoa sempre com palavras ou atitudes mais ferinas do que as que recebemos. Não conseguimos perceber o que passa com essa pessoa, o que ela tem vivido ou o que acontece ao seu redor.
Cabe uma reflexão para nós mesmos. Precisamos de um minuto de autocontrole para refletir sobre o que passa e o que passou em nossas vidas.
Será que nunca tivemos nessa mesma situação? Será que o que esta pessoa está passando é temporário ou permanente? Na nossa vida tudo foram flores? Já passamos por momentos de dificuldades, desertos ou vales que pareciam nunca acabar?
Muitas vezes somos rápido em julgar as outras pessoas sem pensar que o que ela passa pode ter acontecido conosco.
Ignoramos nosso erro ou atitude para que olhemos o erro do outro.
Temos que viver uma vida mais light, com menos pressão de sermos os certinhos e os super-homens de plantão.
A palavra de Deus fala do perdão em vários versículos e cabe a nós começarmos a nos perdoar para estamos leves e sermos mais condescendentes com as pessoas.
Erramos todos os dias e a toda hora. Erros pequenos ou erros grandes. Não importa. Estamos errando o tempo todo. Não que isso seja justificável. Temos que nos espelhar em Cristo que jamais errou e tentarmos ser igual a Ele.
Porém no momento que começamos a olhar na direção certa que é Jesus Cristo, o erro das pessoas nos vai parecer insignificantes independente do tamanho dele.
Começaremos a ter domínio maior de nossos atos e nosso coração será menos julgador e mais acalentador.
Não passaremos a mão na cabeça de quem está errando. Temos que exortar com amor e misericórdia. Assim como Cristo faz conosco todos os dias.
Vivemos em comunidade e precisamos nos suportar uns aos outros.
Pergunte ao seu próximo se pode ajuda-lo em vez de julga-lo. Às vezes apenas um `Bom Dia` para um desconhecido poderá mudar o seu dia e o meu dia. Já pensou nisso?
Tente. Não tenha vergonha de perdoar.
Perdoar não significa estar nem acima nem abaixo de ninguém.
Comece perdoando você mesmo.  Vou começar comigo.
Você vai se sentir melhor e as pessoas também.
São com pequenas atitudes de perdão e misericórdia que podemos mudar nosso mundo.

Que Deus nos abençoe